ICL Notícias
Adaílton Moreira Costa

Babalorixá do Ile Axé Omiojuarô, Doutorando em Bioética PPGBIOS UFRJ. Mestre em Educação Proped UERJ. Graduado em Ciências Sociais PUC RJ

20 de Novembro – Dias das Consciências Negras

São diversas ações e movimentos de grupos que mantêm viva a luta
24 de novembro de 2023

Comemorar a consciência negra não se faz somente na data do 20 de novembro, são diversas ações e movimentos de grupos sociais, culturais, políticos e religiosos que mantêm viva a luta pela dignificação e valorização da população negra e suas contribuições na nação brasileira.

As contribuições não se dão somente pela ludicidade artística, mas também em outros aspectos de seus vastos conhecimentos.

Seja através dos seus saberes da agricultura, metalurgia, artes e tantos outros conhecimentos que foram trazidos desde África.

Suas especializações já eram conhecidas pelos colonizadores e traficantes negreiros, que já mapeavam os povos mediante suas qualificações e funções especificas que pudessem trazer lucros aos seus interesses coloniais e capitais.

O 20 de novembro é algo para além de uma data comemorativa, é o momento de enfrentarmos as diversas formas racistas da colonialidade, assim como buscarmos revitalizar a dignidade negada dos nossos na contemporaneidade.

Refletirmos sobre a importância de nossas ancestralidades e culturas, e revermos quais passos devemos dar nas reparações de nossa comunidade e convocarmos a todos e todas neste sentido do aquilombamento.

Durante muito tempo, fomos largados a própria sorte, sem direitos legais, vistos como coisa (objeto), sem nenhum valor humano, mesmo porque não nos viam na categoria humana, nos impondo a coisificação.

São séculos de negação e exclusão da população afrodescendente, enquanto sujeitos de nossas vidas. Esta prática do negar se introjeta em suas mentes e corpos, incutindo um sentimento de que não somos merecedores de um bom viver.

Começamos a ver luz no fim do túnel ao perceber que novos atores começam a ser protagonistas de suas histórias, o que faz com que as classes dominantes se encham de medo dos privilégios e dominâncias ameaçadas.

Pessoas negras começam a participar de instâncias de poder, como as faculdades, profissões de lideranças, onde  antes era inconcebível ver pessoas afrodescendentes participar ou ter acesso a estes lugares.

Ao povo preto, sempre foi dado o lugar da subserviência, ao não-lugar!

O 20 de novembro é o momento de nos fazer abrir os olhos, abrir nossas mentes e buscar outros levantes não descobertos.

Por isso o Dia da Consciência Negra é importante para todos nós negros e negras, pois nos liberta das amarras da escravização do pensamento, nos dá o olhar da liberdade retirada que queremos ter de volta.

Pois enquanto a consciência humana for racista, haverá de ter o Dia da Consciência Negra!

Povos Negros do mundo uni-vos!

 

Deixe um comentário

Mais Lidas

Assine nossa newsletter
Receba nossos informativos diretamente em seu e-mail