ICL Notícias

Após conta hackeada, Janja afirma que foi vítima de postagens misóginas e violentas

Segundo a primeira-dama, posts são 'típicos de quem despreza mulheres, a democracia e a lei'
12 de dezembro de 2023

A primeira-dama Janja Lula da Silva afirmou hoje que foi vítima de mensagens misóginas e violentas, e sofreu “o que muitas mulheres sofrem diariamente”. O perfil de Janja na rede social X foi hackeado na noite de segunda-feira (11). No ataque, os invasores publicaram mensagens ofensivas e com xingamentos.

“Na noite de ontem [11], os ataques de ódio e o desrespeito que eu sofro diariamente chegaram a outro patamar. Minha conta do X foi hackeada e, por minutos intermináveis, foram publicadas mensagens misóginas e violentas contra mim. Posts machistas e criminosos, típicos de quem despreza as mulheres, a convivência em sociedade, a democracia e a lei”, disse Janja no Instagram.

A primeira-dama agradeceu as manifestações de solidariedade e afirmou que não estão sozinhas as mulheres que enfrentam esse tipo de violência virtual.

“O ódio, a intolerância e a misoginia precisam ser combatidos e, os responsáveis, punidos. Agradeço todas as manifestações de solidariedade e apoio que tenho recebido desde então. Eu sei, e é sempre bom relembrar, que não estamos sozinhas”, concluiu.

Após a invasão do perfil da primeira-dama, a Polícia Federal abriu inquérito para apurar o caso. A Advocacia-Geral da União também informou ter notificado, extrajudicialmente, a plataforma X, pedindo providências a respeito do hackeamento. Segundo o órgão, foram praticados crimes contra a honra do presidente da República.

Deixe um comentário

Mais Lidas

Assine nossa newsletter
Receba nossos informativos diretamente em seu e-mail