ICL Notícias

O presidente do Partido Liberal (PL), Valdemar Costa Neto, determinou que o assassino de Chico Mendes, Darci Alves Pereira, seja afastado da presidência do partido em Medicilândia, cidade de 27 mil habitantes no interior do Pará.

A cerimônia de posse de Darci Alves tinha acontecido em 26 de janeiro na Câmara de Vereadores da cidade, com a presença do deputado estadual Rogério Barra (PL–PA), secretário-executivo do partido. A denúncia foi feita pela jornalista Cristiane Prizibisczki no site O Eco.

“Recomendei ao presidente da estadual do PL do Pará, deputado Éder Mauro, a imediata destituição de Darci Alves Pereira do cargo”, afirmou Valdemar Costa Neto.

O presidente nacional do PL disse que não sabia do envolvimento de Darci Alves na morte do ambientalista e seringueiro Chico Mendes, assassinado em dezembro de 1988.

“Gostaria de esclarecer que não tinha conhecimento de que Darci Alves Pereira, que assumiu recentemente a presidência do PL de Medicilândia, no interior do Pará, é o mesmo indivíduo acusado do assassinato do ambientalista Chico Mendes. Agradeço à imprensa por trazer ao nosso conhecimento esse importante fato”, disse em nota.

Atualmente, Darci se apresenta como “pastor Daniel”. Nas redes sociais, o assassino do ambientalista anunciou que será candidato a vereador de Medicilândia.

Assassino de Chico Mendes: 19 anos de prisão

Darci Alves Ferreira e o seu pai, o fazendeiro Darly Alves, teve condenação de 19 anos de prisão pela morte de Francisco Alves Mendes Filho, mais conhecido como Chico Mendes, em 1990.

Chico Mendes foi assassinado com um tiro de escopeta em 22 de dezembro de 1988. Ele nasceu em Xapuri, no Acre, e ficou conhecido pelo seu trabalho em defesa do meio ambiente.

Deixe um comentário

Mais Lidas

Assine nossa newsletter
Receba nossos informativos diretamente em seu e-mail