ICL Notícias

Bolsonaristas chamam ex-ministra Tereza Cristina de ‘traíra’ por faltar a ato do dia 25

Senadora informou nas redes sociais, dois dias antes, que não iria à manifestação “por razões de saúde”
29 de fevereiro de 2024

Os aliados de Jair Bolsonaro que não compareceram à manifestação convocada por ele em apoio a si próprio, na avenida Paulista, no domingo passado, têm sido atacados nas redes sociais. Um desses alvos é a ex-ministra da Agricultura, a senadora Tereza Cristina, que chegou a ser elogiada por Bolsonaro em seu discurso como uma das boas indicações de seu governo.

Bolsonaristas nas mídias

Os apoiadores do ex-presidente usaram fotos de Tereza em uma reunião da Federação de Agricultura e Pecuária do Estado de São Paulo (Faesp), nessa terça-feira (27), para tachá-la de “traíra”.

“Não pode estar com o Bolsonaro na Paulista no domingo, mais [sic] pode estar com essa turma hoje? Como disse Jair Bolsonaro ao postar uma foto dele com seu saudoso pai segurando um peixe: ‘Desde criança estou acostumado a lidar com traíra’”, atacou a mensagem.

A senadora bolsonarista informou nas redes sociais, dois dias antes do protesto, que não iria à Paulista “por razões de saúde”. Durante a manifestação, ela fez outra publicação, classificando o ato como “um verdadeiro congraçamento verde-amarelo”, dizendo-se “solidária” a Bolsonaro e pregando a necessidade de “pacificar o país”.

Assim como Tereza Cristina, outros aliados do ex-presidente não participaram do ato na paulista. Estão na lista os governadores Cláudio Castro, do Rio de Janeiro; Ibaneis Rocha, do Distrito Federal; Ratinho Junior, do Paraná; Wilson Lima, do Amazonas; e Mauro Mendes, do Mato Grosso; e os senadores Hamilton Mourão e Damares Alves.

Deixe um comentário

Mais Lidas

Assine nossa newsletter
Receba nossos informativos diretamente em seu e-mail