ICL Notícias

Chile e Google vão construir 1º cabo de fibra óptica unindo América do Sul, Oceania e Ásia

Com vida útil de 25 anos, a conexão terá 14.800 quilômetros de extensão e capacidade de 144 terabytes
12 de janeiro de 2024

O primeiro cabo submarino de fibra óptica entre América do Sul, Ásia e Oceania será construído pelo governo chileno em parceria com o Google. O projeto, chamado de Humboldt, visa conectar digitalmente as três regiões.

O cabo será construído, como informa a agência AFP, entre Valparaíso, no Chile, e Sydney, na Austrália. Com vida útil de 25 anos, a conexão terá 14.800 km de extensão e capacidade de 144 terabytes.

A construção do projeto tem previsão de início para 2025 e deve ficar pronto no ano seguinte, 2026. O investimento inicial será de US$ 55 milhões (cerca de R$ 268 milhões).

“Após anos de trabalhos e alianças, firmamos um acordo com a empresa Google para construir o cabo Humboldt, que será o primeiro cabo submarino de fibra óptica que vai conectar de forma direta a América do Sul com a Oceania e a Ásia”, disse o presidente do Chile, Gabriel Boric.

O nome do projeto faz referência ao geógrafo e astrônomo alemão Alexander von Humboldt (1769–1859), que também dá nome à Corrente de Humboldt que percorre as costas chilena e peruana.

Segunda a AFP, o Departamento de Estado dos Estados Unidos aplaudiu a iniciativa e garantiu que ela vai acelerar “a conectividade digital e a integração da América do Sul e dos países insulares do Pacífico na economia mundial”.

Deixe um comentário

Mais Lidas

Assine nossa newsletter
Receba nossos informativos diretamente em seu e-mail