ICL Notícias

Compras de Natal podem movimentar R$ 74,6 bilhões, indica pesquisa

Mais de 132,9 milhões de brasileiros devem adquirir presentes. Filhos e mães serão os mais presenteados
21 de dezembro de 2023

Pesquisa da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) revela que mais de 132,9 milhões de brasileiros devem ir às compras no Natal. Segundo o levantamento, podem ser injetados R$ 74,6 bilhões na economia durante o período. Confira as principais conclusões do estudo.

PRESENTEADOS

Quanto aos destinatários dos presentes, filhos lideram com 60%, seguido das mães (48%), cônjuges (44%) e irmãos (28%) ocupam as primeiras posições da lista. Estima-se que 64% dos entrevistados devem presentear a si mesmos.

PAGAMENTO A VISTA

A modalidade de pagamento à vista é preferida pela maioria (72%), sendo dinheiro e cartão de débito os métodos mais escolhidos. Para aqueles que optarão pelo parcelamento (44%), a média será de cinco prestações, com destaque para a crescente popularidade do PIX (47%).

ALTA PERCEPÇÃO DO VALOR

Os desafios financeiros, no entanto, não parecem deter o espírito consumista dos brasileiros no Natal. Cerca de 37% dos entrevistados acreditam que gastarão mais este ano em comparação com 2018 ,apesar da inflação controlada, com um ticket médio estimado em R$ 125.

PROCURA POR PREÇOS E PRESENTES

A internet se consolida como a principal ferramenta de comparação de preços, sendo utilizada por 80% dos entrevistados. Na busca por presentes, roupas lideram a lista de produtos mais procurados (58%), seguidas por brinquedos (40%).

AQUISIÇÃO 

No que diz respeito aos meios de compra, 76% dos consumidores escolherão lojas físicas, com lojas de departamento e lojas on-line estão empatadas com (41%) à frente do shopping centers (31%).

Entre os compradores virtuais, sites (78%), aplicativos (70%) e Instagram (19%) são os canais mais utilizados.  Os sites internacionais superaram os nacionais na preferência dos consumidores online, com 65% planejando comprar presentes em lojas de outras países.

INTENÇÃO DE COMPRA

Apesar de 17% dos entrevistados ainda estarem indecisos sobre a compra de presentes, apenas 7% afirmam não ter a intenção de presentear terceiros. A falta de recursos é apontada como a principal justificativa, especialmente entre os que não planejam presentear (39%).

Com informações da Agência Brasil e Revista Varejo Brasil 

Deixe um comentário

Mais Lidas

Assine nossa newsletter
Receba nossos informativos diretamente em seu e-mail