ICL Notícias

Conselho de Ética da Câmara instaura processo contra André Janones

Deputado federal é acusado de cobrar parte dos salários de assessores para custear despesas pessoais
13 de dezembro de 2023

O Conselho de Ética da Câmara dos Deputados instaurou hoje processo contra o deputado federal André Janones (Avante-MG) por suspeita de prática de rachadinha. A decisão foi tomada após o site Metrópoles divulgar áudios nos quais o parlamentar supostamente articula o esquema.

O pedido de investigação foi feito pelo Partido Liberal (PL) e solicita a cassação do mandato de André Janones por quebra de decoro parlamentar. O PL avalia que o repasse de parte dos salários dos assessores teria sido uma imposição do deputado.

O presidente do Conselho de Ética, deputado Leur Lomanto Júnior, deverá escolher o relator do processo entre três nomes sorteados pelo colegiado: Sidney Leite (PSD-AM), Emanuel Pinheiro Neto (MDB-MT) e Guilherme Boulos (PSOL-SP).

O prazo máximo de tramitação no Conselho de Ética é de 90 dias úteis. Caso o Conselho opte pela suspensão ou cassação do mandato, o processo seguirá para o plenário da Câmara, que terá a decisão final.

GRAVAÇÕES

Segundo as gravações divulgadas pelo site Metrópoles, feitas em 2019, André Janones argumentaria que parte dos salários dos assessores seria usada para recompor seu patrimônio, que havia sido “dilapidado” pela campanha eleitoral de 2016. Naquele ano, o deputado havia sido derrotado na disputa pela prefeitura de Ituiutaba (MG).

“Tem algumas pessoas aqui, que eu ainda vou conversar em particular depois, que vão receber um pouco de salário a mais. E elas vão me ajudar a pagar as contas do que ficou da minha campanha de prefeito. Porque eu perdi 675 mil reais na campanha. Elas vão ganhar mais, só isso”, teria dito Janones na gravação.

Deixe um comentário

Mais Lidas

Assine nossa newsletter
Receba nossos informativos diretamente em seu e-mail