ICL Notícias

Cotado para o Ministério da Justiça, Lewandowski viaja com Lula para Arábia Saudita

Presidente não descarta dividir o órgão para criar o Ministério da Segurança Pública
28 de novembro de 2023

O ex-ministro do Supremo Tribunal Federal e atual presidente do Conselho Jurídico da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Ricardo Lewandowski, integrará a comitiva do presidente Lula em sua viagem para a COP-28, nos Emirados Árabes. Lewandowski, após a indicação de Flávio Dino para o STF, é um dos cotados para assumir o Ministério da Justiça, que pode ser desmembrado com a criação do Ministério da Segurança Pública.

Além de Lewandowski, Ricardo Cappelli, Marco Aurélio de Carvalho e Jorge Messias são cotados para substituir Dino. Na viagem de Lula, o ex-ministro do STF acompanhará o presidente em visitas à Arábia Saudita, ao Catar e à Alemanha, finalizando em Berlim. Lewandowski também foi nomeado pelo governo federal para atuar como árbitro no Tribunal Permanente de Revisão do Mercosul e presidir o Observatório da Democracia, um centro de estudos sobre democracia lançado pela AGU.

Ministério da Segurança Pública

O novo ministro da Justiça pode assumir um órgão esvaziado, com a saída do ministro Flávio Dino para o Supremo Tribunal Federal. Segundo informações da jornalista Ana Flor, do G1, fontes próximas ao presidente Lula afirmam nesta que o petista não descarta a possibilidade de desmembrar o Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Embora a decisão não esteja confirmada, há uma perspectiva de que o assunto seja discutido após o presidente retornar de sua viagem pelo Oriente Médio e Alemanha. De saída, o ministro Flávio Dino é contra a ideia de desmembrar o Ministério da Justiça. O novo nome deve sair ainda este ano, mas a previsão é de que isso aconteça em meados de dezembro.

 

Deixe um comentário

Mais Lidas

Assine nossa newsletter
Receba nossos informativos diretamente em seu e-mail