ICL Notícias
Pedro Barciela

Autor no blog Essa Tal Rede Social, estuda e atua na área de monitoramento e análise de redes sociais com foco em política e campanhas eleitorais.

Declaração de Lula é endosso a posicionamento nas redes, não o contrário

A chave para avançarmos no debate sobre a repercussão está no fato de entendermos que o discurso já existia nas redes
24 de fevereiro de 2024

O ponto-chave para a compreensão da maneira como reverberou a fala de Lula nas redes sociais ao longo dos dias 18 e 22/02 está no conteúdo que já circulava previamente.

Imagens de crianças e mulheres atingidas pelas guerras foram divulgadas ao longo dos últimos meses em setores não-polarizados, e contaram com o engajamento assíduo de atores de impacto nestes círculos. Em suma, os usuários apoiam o endosso do presidente ao que eles já diziam nas redes sociais, e não o contrário.

O cenário se reflete em uma publicação específica: conhecido por seus editoriais críticos ao governo federal ao longo dos últimos anos, a publicação do Estadão foi alvo de uma série de críticas. Dentre os comentários analisados, 82% enalteciam o posicionamento de Lula enquanto apenas 16% faziam algum tipo de crítica às declarações.

Por outro lado, a abordagem dos portais de direita e ligados ao bolsonarismo foi motivo de chacota entre atores não-polarizados em diversos momentos. O fato de ser declarado “persona non grata” gera piadas e conteúdos nestes agrupamentos.

Nesse cenário, atores antibolsonaristas e não-polarizados passam a compor as top 20 publicações sobre o tema no X no dia 19/02, com um ator bolsonarista se destacando apenas a partir do 20º tweet. Apenas as cinco primeiras publicações geraram mais de 5 milhões de visualizações com abordagens de endosso às declarações de Lula.

Deixe um comentário

Mais Lidas

Assine nossa newsletter
Receba nossos informativos diretamente em seu e-mail