ICL Notícias

Diretor da PF promete ‘resposta final’ do caso Marielle para primeiro trimestre

Segundo Andrei Rodrigues, investigações apontarão possíveis mandantes da execução da vereadora e do motorista Anderson Gomes
10 de janeiro de 2024

O diretor-geral da Polícia Federal, Andrei Rodrigues, afirmou que as investigações do assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL) e do motorista Anderson Gomes terão “uma resposta final” até o fim de março. A informação foi dada durante entrevista à CBN.

Rodrigues disse estar convicto de que, até o fim do primeiro trimestre deste ano, os investigadores à frente do caso vão entregar à Justiça Federal os nomes dos possíveis mandantes da dupla execução.

“É um desafio que a PF assumiu no ano passado. Estamos há um ano à frente dessa investigação, de um crime que aconteceu há cinco anos, com a convicção de que ainda neste primeiro trimestre a Polícia Federal dará uma resposta final do caso Marielle”, garantiu Rodrigues.

A vereadora Marielle Franco (PSOL) e o motorista Anderson Gomes foram assassinados na noite de 14 de março de 2018, no Estácio, Zona Norte do Rio de Janeiro. Eles foram executados com vários tiros.

As investigações levaram à prisão de dois executores: o PM reformado Ronnie Lessa, por ter atirado na vereadora, e o motorista e ex-policial militar Elcio de Queiroz. Os mandantes permanecem desconhecidos.

FLÁVIO DINO

No dia 22 de dezembro, já de saída do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino afirmou que as mortes de Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes serão “integralmente elucidadas”.

“Não tenham dúvidas, o caso Marielle, em breve, será integralmente elucidado. Porque esse é um caso fundamental pelo seu simbolismo de defesa das mulheres, de defesa das mulheres na política, de defesa da política”, disse, à época, o ministro Dino.

Deixe um comentário

Mais Lidas

Assine nossa newsletter
Receba nossos informativos diretamente em seu e-mail