ICL Notícias

Economista analisa pesquisas de avaliação do Governo Lula pelo mercado financeiro: ‘Chilique’

Segundo André Roncaglia, as pesquisas de avaliação com agentes do mercado refletem a frustração com um "ficção frustrada" de que haveria déficit zero em 2024
23 de novembro de 2023

O ICL Notícias- Segunda edição, da última quarta-feira (22),  discutiu os resultados de uma pesquisa sobre o mercado e a agenda do governo, realizada pela Genial/Quaest com agentes do mercado financeiro. O programa recebeu o economista André Roncaglia, que comentou sobre a visão que integrantes do mercado financeiro, particularmente os obrigacionistas e acionistas, têm do governo.

Na pesquisa realizada pela Genial/Quaest, a avaliação positiva do Governo Lula caiu três pontos percentuais, de 12% para 9%, e a avaliação regular recuou dois pontos, de 41% para 39%. A avaliação negativa aumentou cinco pontos percentuais, de 47% para 52%.

Durante sua participação, André abordou o conflito entre o governo e o mercado financeiro em questões como gastos públicos e política tributária. Segundo o economista, as pesquisas de avaliação com agentes do mercado refletem a frustração com um “ficção frustrada” de que haveria déficit zero em 2024.

“O que o mercado está colocando é avaliar a ficção frustrada de um déficit zero em 2024. Nem o mercado esperava que o déficit seria zerado em 2024. Já a partir de agosto, as previsões do prisma fiscal, que é tipo o Focus [ pesquisa realizada pelo Banco Central] da política fiscal, já identificava que você teria um déficit em torno 0,5% a 0,8% do PIB”, avaliou André Roncaglia.

O que a gente está vendo é um chilique localizado porque o governo se mostra, na visão do mercado, partido, em que o presidente da República está literalmente dizendo para a Faria Lima: ‘Vocês já definiram a meta de infação, a meta fiscal quem define sou eu'”, completa o economista.

Deixe um comentário

Mais Lidas

Assine nossa newsletter
Receba nossos informativos diretamente em seu e-mail