ICL Notícias

Em show no RJ, Djavan protesta contra afundamento causado pela Braskem em Maceió

Em agosto de 2021, Djavan já tinha ido às redes para criticar a Braskem pelo gigantesco estrago ambiental causado
3 de dezembro de 2023

Durante o show que fez no Rio de Janeiro, na noite de ontem, Djavan se solidarizou com o povo de Maceió, sua cidade natal, pelo drama que muitos moradores estão passando por conta do afundamento de bairros causado pelas minas da empresa Braskem.

“Eu quero aproveitar para me solidarizar com o povo de Alagoas, com o povo de Maceió, pelo que ele está sofrendo, pelo total descaso das autoridades. É um absurdo o que está acontecendo em Maceió. Eu apelo para que isso seja resolvido o mais breve possível porque o povo está sofrendo muito”, disse o cantor.

Por causa do eminente colapso da mina 18, os moradores dos bairros Mutange, Pinheiro, Bebedouro, Bom Parto e  Farol foram evacuados nos últimos dias. Também um hospital da região foi esvaziado. Segundo autoridades, uma cratera do tamanho do estádio do Maracanã pode ser aberta no Mutange com o colapso da mina da Braskem.

Em novo boletim divulgado hoje, a Defesa Civil de Maceió informa que a velocidade de deslocamento da mina 18 continua sendo de 0,7 cm por hora. O nível de afundamento de solo já chega a 1,69 m desde o início de seu monitoramento, em 28 de novembro.

Em agosto de 2021, Djavan foi às redes para criticar a Braskem pelo gigantesco estrago ambiental causado. O cantor classificou como “imensuráveis” os danos causados pela extração do sal-gema.

 

Deixe um comentário

Mais Lidas

Assine nossa newsletter
Receba nossos informativos diretamente em seu e-mail