ICL Notícias

Empresário alvo da PF fez live na campanha presidencial de Jair Bolsonaro

Renato Cariani é sócio de empresa acusada desvio de produtos químicos para a produção de drogas
12 de dezembro de 2023

Um dos alvos da Operação Hinsberg, da Polícia Federal, que investiga o desvio de produtos químicos para a produção de drogas, o empresário e influencer Renato Cariani é um dos principais nomes do fisiculturismo brasileiro. Com milhares de seguidores nas redes sociais, Cariani também promoveu live com o então candidato Jair Bolsonaro na campanha de 2022.

Cariani se autodeclara professor de química e de educação física, atleta profissional, empresário e youtuber, e tem mais de mais sete milhões de seguidores no Instagram e seis milhões no YouTube. No YouTube, por sinal, ele faz sucesso com vídeos com dicas de nutrição, musculação e dietas, entre outros — são mais de um bilhão de visualizações.

Tamanho sucesso credenciou Cariani a fazer uma live com o então candidato Jair Bolsonaro. Segundo o site da Revista Fórum, em 26 de agosto de 2022, o empresário se juntou ao médico Paulo Muzy e promoveu uma transmissão no podcast Ironberg, do YouTube.

A live registrou picos de audiência de 400 mil espectadores e foi realizada em uma academia em São Caetano do Sul. A transmissão reuniu dezenas de seguidores de Cariani e Muzy, que ovacionaram o ex-presidente.

Segundo a publicação, a transmissão em favor da candidatura foi acertada uma semana antes. Em sua live semanal, realizada em 19 de agosto, Bolsonaro anunciou isenção tributária para importação de uma série de suplementos alimentares e produtos usados em sua fabricação.

OPERAÇÃO

Realizada hoje, a Operação Hinsberg cumpriu 18 mandados de busca e apreensão em endereços situados em São Paulo, Paraná e Minas Gerais. A ação teve como objetivo reprimir e desarticular organização criminosa que desviou produtos químicos para a produção de drogas. Entre os alvos, a Anidrol Produtos para Laboratórios, de Renato Cariani.

Segundo a PF, a Anidrol estaria envolvida em “60 transações dissimuladas vinculadas à atuação desta organização criminosa, totalizando, aproximadamente, 12 toneladas de produtos químicos (fenacetina, acetona, éter etílico, ácido clorídrico, manitol e acetato de etila), o que corresponde à mais de 19 toneladas de cocaína e crack prontas para consumo”.

Deixe um comentário

Mais Lidas

Assine nossa newsletter
Receba nossos informativos diretamente em seu e-mail