ICL Notícias

Estrutura do PL foi usada para elaboração da minuta golpista

Estrutura partidária fornecida pelo PL foi utilizada para a atuação do “Núcleo Jurídico” da organização criminosa
9 de fevereiro de 2024

Por Karla Gamba

Alexandre de Moraes aponta que os investigados estavam alinhados com o discurso de Valdemar Costa Neto, presidente do PL, proferido em 23 de novembro de 2022, quando o partido entrou no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) com um pedido de anulação dos votos de determinadas urnas.

A investigação aponta ainda que Valdemar e o PL tinham pleno conhecimento de que havia sido criada uma “narrativa de fraude das urnas eletrônicas”.

Análises realizadas pela Polícia Federal, incluindo dados telemáticos de geolocalização fornecidos pela Uber, indicam que a estrutura partidária fornecida pelo PL foi utilizada para a atuação do “Núcleo Jurídico” da organização criminosa.

Tal núcleo era responsável pelo assessoramento e elaboração de minutas de decretos com fundamentação jurídica que atendesse ao objetivo golpista do grupo. O endereço ligado ao PL — uma mansão, localizado em um bairro nobre de Brasília — ficou conhecido como “QG do Golpe”.

Deixe um comentário

Mais Lidas

Assine nossa newsletter
Receba nossos informativos diretamente em seu e-mail