ICL Notícias

Exército pune dois oficiais por participação nos atos golpistas de 8 de janeiro

As punições foram três dias de prisão para um oficial e uma advertência para o outro
5 de janeiro de 2024

Dois militares foram punidos pelo Exército brasileiro, após a conclusão de procedimentos para investigar eventuais desvios nas condutas de oficiais durante os atos golpistas de 8 de janeiro. A informação foi dada pela CNN Brasil.

As punições foram três dias de prisão para um oficial, e uma advertência para o outro. Os dois eram integrantes do Batalhão da Guarda Presidencial no Palácio do Planalto.

Após os ataques golpistas de 8 de janeiro, segundo o Exército, foram abertos quatro Inquéritos Policiais Militares (IPM) e quatro processos administrativos (sindicâncias) para apurar a participação de oficiais, com eventuais crimes ou desvios de conduta.

As investigações internas foram abertas em março do ano passado a pedido do comandante do Exército, general Tomás Paiva.

O Centro de Comunicação Social do Exército informou que não houve indícios de crime nos casos investigados pela sindicância, “mas transgressões disciplinares na conduta e procedimentos adotados durante a ação no Palácio do Planalto, que após apuradas ensejaram duas punições disciplinares aos militares envolvidos”, disse em nota.

A identidade dos militares punidos não foi divulgada.

Julgamento no STF

No âmbito civil, mais de 30 pessoas foram condenadas em menos de um ano pelo Supremo Tribunal Federal. Em entrevista recente, o ministro Alexandre de Moraes, responsável pelo caso no STF, ressaltou a importância das punições aos envolvidos no ataque de 8 de janeiro, incluindo políticos.

“Foi um erro muito grande das autoridades deixar, durante o ano passado, aquelas pessoas permanecerem na frente dos quartéis. Isso é crime e agora não há mais dúvida disso…Não há limite. Todos aqueles que tiverem a responsabilidade comprovada, após o devido processo legal, serão responsabilizados”, enfatizou.

Moraes revelou, ainda, um plano de golpistas para enforcá-lo durante os atos de 8 de janeiro.

Com informações do Diário do Centro do Mundo

Deixe um comentário

Mais Lidas

Assine nossa newsletter
Receba nossos informativos diretamente em seu e-mail