ICL Notícias

Fernanda Gentil revela em vídeo que está com Paralisia de Bell

Paralisia de Bell causa enfraquecimento ou perda dos movimentos dos músculos da face. Recuperação leva semanas
27 de fevereiro de 2024

A jornalista Fernanda Gentil utilizou as redes sociais para revelar que foi diagnosticada com Paralisia de Bell, que causa enfraquecimento ou perda dos movimentos dos músculos de um dos lados da face. A revelação foi feita em vídeo no YouTube.

Segundo a jornalista, ela percebeu a doença após o Carnaval, quando foi buscar o filho no aeroporto. Ao beijar o garoto, sentiu a boca dormente. Um dia depois, ao encontrar com afilhados, também percebeu dormência nos lábios ao mandar beijos para as crianças.

“Senti de novo um incômodo na boca, isso está estranho. Algum movimento que eu estou fazendo está me incomodando, me machucando. Fui fazendo movimentos novos, só mandando beijos, e não saía, a boca meio que não firmava”, contou Fernanda, em vídeo.

Ao perceber a falta de movimentos na face, a jornalista decidiu buscar ajuda médica. Após consultas, foi descartada a possibilidade de um AVC (Acidente Vascular Cerebral). O diagnóstico, no entanto, apontou Paralisia de Bell, que compromete o nervo facial e leva ao enfraquecimento ou perda repentina do movimento dos músculos do rosto.

Causas da doença de Fernanda Gentil

As causas para a Paralisia de Bell podem ser infecções virais, como herpes labial ou herpes zóster, Covid-19, citamegalovírus ou os vírus da caxumba, rubéola, mononucleose ou mesmo da gripe.

Sintomas

Entre os sintomas, estão dor atrás de um dos olhos, rigidez e paralisia de um lado do rosto e perda do paladar em uma parte da língua, no lado afetado, além de dificuldade para enrugar a testa, piscar ou fazer careta.

Outros sintomas são sensação de peso em um lado do rosto, produção de saliva afetada — a boca pode ficar seca ou haver produção excessiva de saliva.

Tratamento

O tratamento pode ser feito com o uso de medicamentos corticoides, como o prednisona, e de colírios, quando a condição afeta o movimento dos olhos.

Também podem ser recomendadas terapia física e exercícios faciais para ajudar a restauração da função muscular. A recuperação ocorre em algumas semanas ou meses.

Deixe um comentário

Mais Lidas

Assine nossa newsletter
Receba nossos informativos diretamente em seu e-mail