ICL Notícias

Gonet afirma que fará nova análise dos inquéritos da CPI da Covid

Realizada no Senado, em 2021, Comissão Parlamentar de Inquérito fez 81 pedidos de indiciamento
12 de janeiro de 2024

O procurador-Geral da República Paulo Gonet afirmou que vai retomar alguns dos inquéritos decorrentes da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, realizada no Senado em 2021. A informação foi dada à jornalista Miriam Leitão, na GloboNews.

“Temos dados da CPI para serem avaliados. Vamos reanalisar aquilo que for possível realizar ainda em termos de análise e de repercussão jurídica do que foi feito, e do que deixou de ser feito,” disse Gonet.

Elaborado pelo senador Renan Calheiros (MDB-AL), o relatório incluiu 81 pedidos de indiciamento, abrangendo, por exemplo, o ex-presidente Jair Bolsonaro e os ex-ministros Eduardo Pazuello, Marcelo Queiroga e Onyx Lorenzoni, entre outros.

De acordo com Gonet, na gestão do ex-PGR Augusto Aras, “pedidos de investigação tiveram pouca repercussão no Ministério Público” e é preciso reavaliação do relatório.

“Duas investigações preliminares contra o ex-presidente Jair Bolsonaro, no caso, acabaram arquivadas pelo ministro do STF Dias Toffoli, a pedido da então vice-procuradora-Geral Lindora Araújo”, lembrou Gonet.

8 DE JANEIRO

Na entrevista, Paulo Gonet também afirmou que o MP levará as investigações dos ataques golpistas de 8 de janeiro de 2023 até as “últimas consequências”, mas “sem prejulgamentos”.

“O propósito de todos os envolvidos na apuração desses fatos é de ir às últimas consequências. É atuar de modo republicano. Quem tem o que explicar, vai precisar explicar. É atuar sempre de acordo com os parâmetros da Constituição, com respeito ao devido processo legal”, destacou Gonet.

Deixe um comentário

Mais Lidas

Assine nossa newsletter
Receba nossos informativos diretamente em seu e-mail