ICL Notícias

Justiça nega pedido de divórcio de Ana Hickmann com base na Lei Maria da Penha

De acordo com o advogado da artista, a partir da decisão judicial, o pedido de divórcio litigioso vai tramitar pela Vara de Família
29 de novembro de 2023

O pedido de divórcio feito pela modelo e apresentadora Ana Hickmann, com base na Lei Maria da Penha, foi negado pela 1ª Vara Criminal e de Violência Doméstica e Familiar de São Paulo. A informação foi dada pelo advogado da empresária, Enio Martins Murad, ao portal g1.

Recentemente, em entrevista ao programa Domingo Espetacular, da TV Record, Ana Hickmann revelou ter entrado com o pedido de divórcio com base na Maria da Penha. Ela também pediu medida protetiva de urgência contra o marido, Alexandre Correa, com quem é casada há 25 anos. Na entrevista, a apresentadora também relatou histórico de agressões verbais e psicológicas que vinha sofrendo.

“Dei entrada pela Maria da Penha. A lei está aí para nos proteger. Foi criada por conta de uma mulher que foi vítima disso e tantas outras que também foram vítimas. A lei, que é cada vez mais forte, me protegeu”, disse Ana Hickmann.

Na última sexta-feira (24), o advogado de Alexandre informou que o empresário também entrou com um pedido de divórcio da apresentadora. Ele prestou depoimento na Delegacia da Mulher de Itu no mesmo dia.

Segundo a publicação, Alexandre ainda entrou com um processo contra a esposa por alienação paternal. O advogado do empresário disse que Ana Hickmann “está proibindo Alexandre de conviver com seu filho”.

Ele também afirmou que solicitou o direito ao convívio familiar, com base no artigo 2º da Lei 12.318/2010.

Nas redes sociais, Alexandre afirma que está há duas semanas sem ver o filho e que, nos últimas dias, os dois tiveram contatos através de videochamadas.

O caso

Em 11 de novembro, a modelo e apresentadora Ana Hickmann registrou um boletim de ocorrência contra o marido, Alexandre Correa, por lesão corporal e violência doméstica. O caso ocorreu na própria residência do casal, em Itu, no interior de São Paulo.

Em nota divulgada pela assessoria da apresentadora, à época, “após um desentendimento entre Alexandre Correa e Ana Hickmann, a Polícia Militar foi acionada e a apresentadora foi conduzida até o Distrito Policial para esclarecimento dos fatos”.

Em entrevista o Domingo Espetacular, a modelo contou que as brigas e agressões verbais eram frequentes. No dia da agressão física, o casal havia discutido (mais uma vez) porque Ana Hickmann conversava com o filho sobre problemas financeiros que poderiam atingir a família. A ideia, disse, seria preparar a criança e parar de mentir sobre a situação, como Alexandre Correa costumava fazer.

“Ele (Alexandre) tinha esse hábito de quando estava ‘perdendo’ na briga verbal, porque eram em sequência essas brigas, ele vinha e me agarrava com força pra eu não sair. Porque eu falava: ‘Não chega perto de mim. Não encosta. Não me toca’. Aí, eu comecei a gritar. A pedir socorro.”

Durante a discussão, a apresentadora relatou que o marido tentou acertá-la com uma cabeçada.

“Ele veio para me dar uma cabeçada. Ele não me acertou porque eu esquivei. Eu no me esquivei e fui buscar meu celular que estava no balcão loga atrás e falei: ‘Se você vier pra cima de mim, eu vou chamar a polícia”, disse a apresentadora.

Ela acrescentou que a perseguição do marido dentro de casa só parou quando ela ligou para a polícia.

“Eu botei o telefone em cima da mesa, e eu vi que ele subiu em direção à cozinha, e ele gritando assim: ‘Larga esse telefone’. Eu disse: ‘Não entra’. Ele ia pular a janela, e só parou quando eu liguei 190. Foram três toques. E a policial atendeu do outro lado. Ainda bem que existe o 190. Porque se não houvesse, ele teria pulado a janela e eu não sei o que poderia ter acontecido.”

 

Deixe um comentário

Mais Lidas

Assine nossa newsletter
Receba nossos informativos diretamente em seu e-mail