ICL Notícias

Lupi diz que fila do INSS ‘nunca vai acabar’, mas estabelece meta de 30 dias de espera

Ministro da Previdência Social diz que tempo médio atual está em 49 dias, mas previsão é de redução
4 de janeiro de 2024

O ministro da Previdência Social, Carlos Lupi, declarou ontem que a fila do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS)  “nunca vai acabar”. Segundo ele, a meta estabelecida para 2024 é reduzir o tempo “para 30 dias de espera para conclusão do benefício”.

“Quem diz que vai acabar a fila é mentiroso. Todo mês, entram 900 mil pedidos, 1 milhão de pedidos novos, então todo mês terão pelo menos 900 mil, 1 milhão de pessoas pedindo, e ninguém resolve assim. Tem de conferir documento, tem de ser justo”, afirmou Lupi.

Segundo o ministro, atualmente o tempo médio de espera para análise dos pedidos é de 49 dias. No início do governo Lula, porém, o prazo era de 97 dias.

“Eu quero, em 2024, chegar a 30 dias de espera para conclusão do benefício. O que quer dizer? Que no próprio mês que a pessoa dê entrada, ela conclua o processo”, disse Lupi. O ministro acrescentou que “o desafio agora é humanizar o atendimento do INSS”.

ZERO FILA

Lupi afirmou que nunca prometeu, literalmente, zerar a fila do INSS, mas reduzir o tempo de espera para os 45 dias definidos em lei. “Nunca falei em zerar, sempre falei em colocar o prazo de 45 dias”, garantiu.

 

 

 

Deixe um comentário

Mais Lidas

Assine nossa newsletter
Receba nossos informativos diretamente em seu e-mail