ICL Notícias

Maior parte do Brasil tem tendência de chuva pelos próximos dez dias

Estados do Norte, Centro-Oeste e Sudeste terão umidade e acumulados mais altos
7 de dezembro de 2023

Nos próximos dez dias, a maioria das regiões do Brasil apresentará tendência de chuva, com umidade e acumulados mais altos em estados do Norte, Centro-Oeste e do Sudeste. No Sul, a chuva também deverá ser volumosa, segundo informações do site MetSul.

Norte

O Norte do país, a partir deste mês de dezembro até maio, inicia o período de maior quantidade de chuvas na região, que se denomina de inverno amazônico. Mesmo com os efeitos do El Niño, a região deverá ter um aumento da precipitação, sobretudo nos estados do Amazonas, Acre e Rondônia, além de pontos do Pará e de Roraima.

Nordeste

A região Nordeste, exceção no aumento de precipitações, tem cenário desfavorável à chuva volumosa em quase todos os estados. Será a região do país em que menos deve chover ao longo dos próximos dez dias com precipitações escassas na maioria das áreas nordestinas. A chuva vai ocorrer na forma de pancadas isoladas e passageiras, não alcançando muitas cidades. Choverá mais no Oeste da Bahia, Sul do Maranhão e no Sul do Piauí.

Centro-Oeste

A chuva será frequente com pancadas rotineiras, o que vai levar a volumes altos em alguns pontos. Com maior umidade e a atmosfera aquecida, diariamente se formam nuvens carregadas que trazem pancadas de chuva nos estados da região Centro-Oeste. Estas pancadas se dão principalmente da tarde para a noite e, em alguns casos, podem ser intensas e com risco de temporais.

Sudeste

As condições climáticas que influenciam no Centro-Oeste também serão sentidas em boa parte da região Sudeste. Os próximos dez dias devem ter chuva frequente na região, como ocorre nos meses de verão, e com acumulados altos em alguns pontos.

Uma frente fria entre os dias 8 e 9 deve reforçar a instabilidade em parte do Sudeste do Brasil com expectativa de chuva volumosa e isoladamente excessiva em pontos dos estados de São Paulo e do Rio de Janeiro.

Sul

No Sul, a condição segue propícia à ocorrência de chuva com volumes mais altos do que a média desta época do ano em diversos pontos da região. Nos próximos dez dias, haverá pontos em que a chuva deve somar de 100 mm a 200 mm, ou seja, mais que a média do mês inteiro. O tempo segue instável no restante desta semana em muitas áreas da região.

Nesta quarta, uma área de baixa pressão reforça a instabilidade no Rio Grande do Sul com chuva forte em diferentes pontos. No começo da semana que vem, risco de chuva volumosa na Metade Oeste gaúcha.

 

Deixe um comentário

Mais Lidas

Assine nossa newsletter
Receba nossos informativos diretamente em seu e-mail