ICL Notícias

Mais 47 brasileiros são resgatados de Gaza e cruzam fronteira para o Egito

Depois de pernoitar no Egito, está previsto que o grupo deixe o Egito, e viaje ao Brasil
9 de dezembro de 2023

Mais 47 brasileiros e familiares próximos foram resgatados hoje, sábado (9), da Faixa de Gaza. Segundo informações do Ministério das Relações Exteriores (MRE), o grupo seguiu para a capital egípcia, Cairo, acompanhado por equipe da Embaixada do Brasil no país vizinho a Gaza. Depois de pernoitar no Egito, está previsto que o grupo deixe, amanhã, domingo (10), o Egito, e viaje ao Brasil.

É, segundo o MRE, o 11º voo da Operação Voltando em Paz. Amanhã, está previsto que o voo com os repatriados chegue à Base Aérea de Brasília. No total, desde 10 de outubro, 1.524 brasileiros e familiares próximos foram resgatados da região de conflito, incluindo nessa conta os brasileiros que solicitaram ajuda para deixar Israel.

Brasileiros são resgatados de Gaza. Foto: Divulgação/MRE

Da lista de 102 brasileiros e familiares próximos apresentada aos governos envolvidos para autorização de Gaza, 24 foram proibidos de sair do território atacado pelo Exército israelense, incluindo sete brasileiro-palestinos.

Dos 78 previstos na lista autorizada, cruzaram a fronteira de Rafah, em direção ao Egito, 11 binacionais brasileiro-palestinos e 36 palestinos; 27 menores, 16 mulheres (duas idosas) e quatro homens adultos.

Voo levou mantimentos

O voo que saiu do Rio de Janeiro para resgatar mais brasileiros decolou da Base Aérea do Galeão às 5h08, levando a bordo um carregamento de cerca de 11 toneladas de alimentos não perecíveis, fornecidos pelo Brasil para assistência humanitária.

A decolagem chegou a ser prevista para a última quinta-feira, mas a Aeronáutica explicou que era necessário aguardar autorização para que os brasileiros atravessassem a fronteira da Palestina com o Egito.

Mais de 100 brasileiros

O Ministério das Relações Exteriores, por meio do Escritório de Representação em Ramalá, lista 102 brasileiros e familiares próximos de brasileiros interessados em repatriação a partir da Faixa de Gaza.

A solicitação para saída deste novo grupo da Faixa de Gaza pelo Portal de Rafah em direção ao Egito foi apresentada em novembro, e o governo brasileiro aguarda autorização dos países responsáveis pela organização da saída de estrangeiros de Gaza para dar início ao processo de repatriação.

Coordenado com a Embaixada em Tel Aviv, o escritório brasileiro em Ramalá transportou vários integrantes do grupo de outros pontos do enclave até Rafah, onde estão mais de 80 brasileiros e familiares próximos, a maior parte deles em casas alugadas pelo Itamaraty para abrigá-los.

O ministério informa ainda que permanece em contato constante com o grupo e oferece gêneros de primeira necessidade, abrigo, transporte e atendimento psicológico remoto.

Primeiro grupo

A primeira leva de brasileiros que veio de Gaza chegou ao país no último dia 13 de novembro, também em voo que saiu do Cairo em direção ao Brasil.

O voo trouxe 22 brasileiros de nascimento, sete palestinos naturalizados brasileiros e três palestinos familiares próximos. Dos 32 repatriados, 17 são crianças, nove mulheres e seis homens.

Histórico do conflito

No dia 7 de outubro, o Hamas, que controla a Faixa de Gaza, lançou um ataque contra Israel, com a incursão de combatentes armados por terra, matando civis e militares e fazendo centenas de reféns israelenses e estrangeiros.

Em resposta, Israel bombardeou várias infraestruturas do Hamas, em Gaza, e impôs cerco total ao território, com o corte do abastecimento de água, combustível e energia elétrica.

Os ataques já deixaram milhares de mortos, feridos e desabrigados nos dois territórios. A guerra entre Israel e Hamas tem origem na disputa por territórios que já foram ocupados por diversos povos, como hebreus e filisteus, dos quais descendem israelenses e palestinos.

Deixe um comentário

Mais Lidas

Assine nossa newsletter
Receba nossos informativos diretamente em seu e-mail