ICL Notícias

Oposição questiona gastos de Zema com itens de luxo em sacolão

A oposição ao governador também o acusa de não doar mais o salário, como prometido em campanha, e que foi reajustado em 298%, em maio deste ano
13 de dezembro de 2023

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), foi questionado, durante reunião sobre o Regime de Recuperação Fiscal do estado, na última terça-feira (12), sobre gastos com o fornecimento de alimentos para o Palácio Tiradentes, sede do governo. A oposição ao governador também o acusa de não doar mais o salário, como prometido em campanha, e que foi reajustado em 298%, em maio deste ano.

Em um sacolão da cidade de Sete Lagoas , o governo de Minas firmou contrato de R$ 307,6 mil para fornecimento de itens de luxo como presunto parma de R$ 550, o quilo, vinho culinário de R$ 79,90, a garrafa, e latas de palmito a R$ 46,90, cada. A informação é do jornal Estado de Minas.

Ao todo, foram firmados quatro contratos de um ano com o Sacolão Center Setelagoano. Os contratos preveem também fornecimento de produtos como chicletes, barra de cereal, azeite extra-virgem, óleo de coco para cozimento, biscoito tipo Bis, licores, sal do Himalia, vinagre de framboesa, castanhas e pão de forma sem casca.

O governo mineiro, em resposta ao jornal Estado de Minas, afirmou que “os produtos alimentícios contratados pelo órgão são adquiridos para abastecimento do estoque, para atendimento de toda demanda alimentar existente dentro da rotina do Prédio Tiradentes e para possíveis eventos”. O governo não informou se Zema permanece, como fez no primeiro mandato, doando seu salário.

“A cozinha do Prédio Tiradentes utiliza os produtos na produção de todas as refeições que atendem a necessidade de alimentação de rotina diária do local, incluindo da equipe dos militares que compõem a segurança e guarda das instalações físicas. Cabe informar que os contratos de fornecimento de alimentos têm entrega parcelada, mediante demanda, ou seja, apesar de conter todos os itens que geralmente são adquiridos, os pagamentos são feitos conforme cada entrega efetivamente realizada”, disse em nota.

O governo informou ainda que o governador de Minas Gerais vive atualmente em casa alugada com recursos próprios em Belo Horizonte.

Deixe um comentário

Mais Lidas

Assine nossa newsletter
Receba nossos informativos diretamente em seu e-mail