ICL Notícias

PM é morta no Rio e governador diz que há indícios de participação de milicianos

Vaneza Lobão foi assassinada na porta de casa, em Santa Cruz
26 de novembro de 2023

O governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, afirmou hoje que há indícios de que o assassinato da policial militar Vaneza Lobão, de 31 anos, ontem à noite, tenha sido cometido por milicianos que atuam na Zona Oeste da capital.

Em vídeo postado na rede social X, Cláudio Castro lamentou a morte da policial, que era lotada na 8ª Delegacia de Polícia Judiciária Militar (DPJM), órgão subordinado à Corregedoria-Geral da Polícia Militar, e investigava a atuação de milicianos e contraventores.

“Há indícios que sejam milicianos do qual ela investigava. Ela fazia parte da nossa Corregedoria. Eu queria, em primeiro lugar me solidarizar com a família dela, mas determinei que a resposta fosse rápida e dura”, disse Cláudio Castro.

Vaneza Lobão foi morta na porta de casa, na noite na noite de ontem, na Rua Passo da Pátria, em Santa Cruz, Zona Oeste. Segundo informações preliminares, os assassinos estavam encapuzados e, após atirarem contra a policial, fugiram do local. Ela foi morta com tiros de fuzil.

Cabo da PM, Vaneza Lobão estava na corporação há dez anos. O Disque Denúncia oferece recompensa de R$ 5 mil por informações que ajudem a identificar os suspeitos do crime.

 

Deixe um comentário

Mais Lidas

Assine nossa newsletter
Receba nossos informativos diretamente em seu e-mail