ICL Notícias

Prefeitura de SP planeja ônibus de graça aos domingos; Boulos diz que é ‘eleitoreiro’

Decisão sobre a medida será tomada até o fim da próxima semana para poder ser incluída na Lei Orçamentária de 2024 da capital paulista
24 de novembro de 2023

 Por Bruno Bocchini – Agência Brasil 

O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes, disse ontem que estuda a implementação do sistema de passe livre no sistema de ônibus do município aos domingos ou no período noturno. De acordo com o prefeito, a decisão sobre a medida será tomada até o fim da próxima semana, para ser incluída na Lei Orçamentária de 2024 da cidade.

“A gente está pensando em iniciar um processo para sentir como é que vai ser o comportamento, se a tarifa zero realmente vai trazer um ganho para a economia, um movimento econômico maior. A ideia é que a gente faça o início dando transporte gratuito para domingo ou para o período noturno. É uma das duas situações que a gente vai colocar”, disse o prefeito.

De acordo com Nunes, a ideia de liberar as catracas aos domingos é a que está sendo mais analisada pela prefeitura. Teria um impacto entre R$ 400 milhões e R$ 500 milhões no orçamento da cidade.

“[Domingo] é um dia que não tem tanta movimentação. Pode trazer o aquecimento da economia, fazer girar a economia. A gente sempre faz tudo pensando na geração de emprego, de renda e no fortalecimento da economia da cidade”, explicou.

Segundo Nunes, o sistema de transporte coletivo da cidade teve um custo aproximado, em 2022, de R$ 10 bilhões – R$ 5 bilhões pagos pelos usuários e R$ 5 bilhões subsidiados pela administração municipal. Ele ressaltou que o sistema tem perdido passageiros nos últimos anos: eram 9 milhões de usuários em 2019; hoje são 7 milhões.

“São mais de 12 mil ônibus, então qualquer movimento desses tem que ser muito bem pensado, muito bem estudado, muito bem planejado. O que eu não vou fazer é tirar dinheiro da habitação, da saúde, para colocar no transporte, a gente tem que fazer ações para que a gente possa ter um avanço nessa questão”, afirmou.

BOULOS CRITICA

Líder nas pesquisas para a prefeitura de São Paulo nas eleições de 2024, o deputado federal Guilherme Boulos (PSOL) disse que o prefeito e adversário, Ricardo Nunes (MDB) de reciclar uma proposta de sua campanha em 2020. Em entrevista ao jornal O Globo, o Boulos disse que a implementação da tarifa zero nos ônibus da capital paulista tem “viés eleitoreiro”.

“Há três anos quando fui candidato a prefeito, a posição dos meus adversários era de que a tarifa zero era algo utópico, impossível. Como Nunes chegou ao fim do mandato com uma avaliação ruim, sem ter uma marca ou qualquer legado, está tentando essa caridade”, observou o parlamentar do PSOL.

EXPERIÊNCIAS DE TARIFA ZERO.

Segundo levantamento do pesquisador em mobilidade livre, Daniel Santini, 87 municípios no Brasil já adotam a tarifa zero plena no transporte coletivo, ou seja, em todos os dias da semana. A maioria deles está em São Paulo, Minas Gerais e no Paraná: são 25 cidades paulistas, 23 mineiras e 11 paranaenses.

Os municípios com maior população que adotaram o passe livre universal são Caucaia (CE), 355 mil habitantes; seguida de Maricá (RJ), com 197 mil; Ibirité (MG), 170 mil; São Caetano do Sul (SP), 165 mil; e Paranaguá (PR), 145 mil.

Deixe um comentário

Mais Lidas

Assine nossa newsletter
Receba nossos informativos diretamente em seu e-mail