ICL Notícias

Relação Brasil-China atinge US$ 100 bilhões, e especialistas esperam superávit em 2024

Ao todo, no ano de 2023, o Brasil registrou US$ 98,8 bilhões de superávit na balança comercial
8 de janeiro de 2024

A relação comercial entre Brasil e China alcançou a expressiva marca de US$ 100 bilhões em exportações em 2023. O resultado representou um superávit recorde de US$ 51,1 bilhões no comércio bilateral para o país. A expectativa para 2024, segundo economistas, é de números igualmente altos.

Ao todo, no ano de 2023, o Brasil registrou US$ 98,8 bilhões de superávit na balança comercial. As exportações para a China, portanto, representaram mais da metade do valor no período. Os dados são da Secretaria de Comércio Exterior (Secex/Mdic), que revela um aumento das exportações para a China, enquanto as importações brasileiras de produtos chineses experimentaram uma redução.

Economistas, de acordo com o jornal Valor Econômico, apontam para uma manutenção dos altos números favoráveis ao Brasil nas relações comerciais com a China. Mesmo com perspectivas de desaceleração econômica no país asiático em 2024, a parceria comercial deve continuar robusta.

A desaceleração na economia chinesa, para o economista Silvio Campos Neto, não deve impactar significativamente a demanda por produtos brasileiros, por política de estímulo à economia adotada pelo país, mantendo um crescimento projetado em torno de 5% em 2023, com uma ligeira redução para 4,5% em 2024.

A diversificação da pauta de exportação, para além de produtos tradicionais como soja, petróleo e minério de ferro, as proteínas animais e milho podem se destacar na balança comercial brasileira com a China, segundo o economista Lucas Barbosa, da AZ Quest.

Com informações do Brasil 247

Deixe um comentário

Mais Lidas

Assine nossa newsletter
Receba nossos informativos diretamente em seu e-mail