ICL Notícias

Saiba quais são as escolas de samba que desfilam hoje no RJ

Na primeira noite, seis agremiações se apresentam em busca do título. Entre elas, a Imperatriz Leopoldinense, campeã de 2023
11 de fevereiro de 2024

Neste domingo de Carnaval (11) é dada a largada para os desfiles das escolas de samba do Grupo Especial do Rio de Janeiro. Na primeira noite, seis agremiações se apresentam em busca do sonhado título.

Dentre as escolas que se apresentarão no domingo, está a atual campeã do Carnaval carioca, a Imperatriz Leopoldinense, além de Porto da Pedra, Beija-Flor, Salgueiro, Grande Rio e Unidos da Tijuca.

Cada escola deve desfilar em, no mínimo, 60 minutos e, no máximo, 70 minutos. A apuração do resultado do Carnaval será realizada, como tradicionalmente, na Quarta-feira de Cinzas (14). Além da campeã, uma escola, a última colocada, será rebaixada à Série Ouro, grupo de acesso da folia carioca.

PORTO DA PEDRA – 22h

Primeira escola a desfilar no Grupo Especial, a Unidos do Porto da Pedra retorna à elite da folia carioca após 12 anos. A escola é da cidade de São Gonçalo, na Região Metropolitana.

Neste Carnaval, o Tigre, símbolo da agremiação, levará para a avenida o enredo “Lunário Perpétuo: a profética do saber popular”, do carnavalesco Mauro Quintaes, que falará sobre o livro homônimo escrito pelo valenciano Jerônimo Cortés, em 1594.

BEIJA-FLOR – 23h15

A segunda escola a desfilar no domingo de Carnaval será a Beija-Flor de Nilópolis. A escola já conquistou o título da folia carioca 14 vezes.

Neste ano, a agremiação da Baixada Fluminense contará o enredo “Um delírio de carnaval na Maceió de Rás Gonguila”, do carnavalesco João Vitor Araújo. Rás era um carnavalesco apaixonado pela folia que fazia história pelas ruas de Maceió, cidade que também será homenageada.

SALGUEIRO – 00h30

Escola do bairro da Tijuca, na zona norte do Rio, a Acadêmicos do Salgueiro, nove vezes campeã, será a terceira gremiação a pisar na avenida.

Os povos Yanomami serão os grandes homenageados da escola, no enredo “Hutukara”, que na língua yanomami significa “o céu original a partir do qual se formou a terra”, do carnavalesco Edson Pereira.

GRANDE RIO – 01h45

Os indígenas também fazem parte do enredo da quarta escola a desfilar no domingo de Carnaval do Rio de Janeiro, a Acadêmicos do Grande Rio, campeã de 2022.

A Tricolor de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, levará para a avenida o enredo “Nosso destino é ser onça”, baseada no livro do escritor Alberto Mussa e desenvolvido pelos carnavalescos Leonardo Bora e Gabriel Haddad.

UNIDOS DA TIJUCA – 03h

A Unidos da Tijuca, quatro vezes campeã do Carnaval, será a penúltima escola a desfilar neste domingo (11) na Marquês de Sapucaí.

Com o enredo “O conto de fados”, do experiente carnavalesco Alexandre Louzada, a escola vai falar sobre as lendas relacionadas à história de Portugal.

IMPERATRIZ LEOPOLDINENSE – 04h15

Campeã do Carnaval carioca de 2023, a Imperatriz Leopoldinense, do bairro de Ramos, na zona norte do Rio de Janeiro, encerrará a primeira noite de desfiles do Grupo Especial.

Neste ano, a agremiação contará na avenida o enredo “Com a sorte virada pra lua segundo o testamento da cigana Esmeralda”, do carnavalesco Leandro Vieira, que aborda a história de um cordel escrito há mais de 100 anos pelo poeta paraibano Leandro Gomes de Barros.

Deixe um comentário

Mais Lidas

Assine nossa newsletter
Receba nossos informativos diretamente em seu e-mail