ICL Notícias
Margareth Signorelli

Especialista em Relacionamentos pelo Método Gottman. Pós-graduada em Sexualidade pelo PROSEX- Faculdade de Medicina da USP. Gold Standard e Optimal EFT terapeuta. Autora do livro “Os 4 Pilares para uma vida feliz e saudável com EFT”. Criadora e Idealizadora de cursos de Autoaplicação da Técnica EFT, de Relacionamentos e de Formação de Terapeutas na Técnica EFT.

O seu relacionamento com as redes sociais

Harvard trouxe um estudo que mostrou a função da dopamina como estratégia dentro das redes sociais como Instagram
6 de março de 2024

O seu relacionamento com redes sociais sabemos que não vai acabar e tem uma grande tendência a aumentar com o tempo.

Em todo relacionamento saudável existem limites e acordos das duas partes que devem ser cumpridos. Neste caso, o maior acordo será consigo mesmo para que haja mudanças.

Mas, como ter o controle da mídia social para que não atrapalhe o convívio com as pessoas que amamos, amigos ou mesmo a nossa parte profissional?

Para começar a medir como está sua relação com suas redes sociais, seguem algumas perguntas:

  • Quando você vai para as redes sociais, você fica frustrado(a), ansioso(a) ou mesmo, de certa forma, com inveja do que vê?
  • Quando se sente entediado, qual a primeira coisa que você faz? Procura o seu celular?
  • Quando você tem alguma tarefa que necessite foco, no primeiro momento que a ideia foge ou o raciocínio está difícil, você vai ao alcance do seu celular, se distraindo mais ainda?
  • Quando você percebe que esqueceu seu celular em algum cômodo da casa, sente como um pânico iminente?

Se você se encaixa em uma ou mais destas situações, sua relação com as mídias sociais não anda boa, mas pode mudar.

Antes de trazer alguns estudos feitos sobre o assunto, é importante que você saiba um pouco sobre o neurotransmissor Dopamina. Ela está ligada às sensações de prazer como: sexo, chocolate, exercícios e os vícios.

Harvard trouxe um estudo que mostrou a função da dopamina como estratégia dentro das redes sociais como Instagram. Explicam que quando fazemos uma postagem, que recebeu, por exemplo, 100 curtidas, eles, no primeiro momento, somente lhe mostram 20 das curtidas.

De certa forma, dependendo do seu número de seguidores, a expectativa é que você fique decepcionado(a) com somente estas 20 demonstrações positivas. Mas, de repente eles mostram, de uma só vez, as 80 curtidas restantes. Esta estratégia é feita para que haja, no seu cérebro, uma descarga de dopamina, trazendo uma sensação de prazer, fazendo com que você inconscientemente queira fazer mais postagens.

Outro estudo feito pela Universidade de Lancaster, no Reino Unido, mostrou que quando estamos entediados, vamos passando de mídia em mídias social, até que, de alguma forma, uma delas supra nossas necessidades emocionais no momento, ao invés de encará-las e tentar entendê-las.

Seguem algumas orientações para que esta relação, mídia social e você, se torne saudável. Como disse anteriormente, um acordo consigo mesmo é essencial para o sucesso das sua mudanças.

  • Quando estiver entediando, entretenha-se de outra forma, mas não procure seu celular. Pergunte-se: qual o motivo do meu tédio ou ansiedade? Não tente ignorar ou negar estes sentimentos. Procure respostas que trarão soluções.
  • Quando precisar focar em trabalhos ou projetos, deixe seu celular em outra sala. Tarefa difícil, mas não impossível.
  • Em família ensine seus filhos a conversar. Estudos mostram que os pais tendem a oferecer o celular para crianças muito jovens para que possam ter minutos de descanso e depois, quando os filhos crescem um pouco, os pais passam boa parte do convívio pedindo de larguem do celular para escutá-los.

As redes sociais estão aí e podemos utilizá-las com o que nos proporcionam de melhor. Saber administrá-las da melhor forma possível fará com que se tornem nossos aliados para uma maior conexão e nunca para desconexão de nós mesmos e dos que amamos.

Grande abraço,

 

Deixe um comentário

Mais Lidas

Assine nossa newsletter
Receba nossos informativos diretamente em seu e-mail