ICL Notícias

A SouthRock Capital, controladora da marca Subway no Brasil, entrou com um pedido de proteção referente às dívidas da rede de restaurantes. O montante que a empresa deve passa de 482 milhões de reais.

Além do Subway, a SouthRock também controla as marcas Starbucks, que entrou com pedido de recuperação judicial em 2023, e TGI Fridays.

Segundo a empresa, uma notificação emitida pela proprietária norte-americana do Subway forçou a SouthRock a entrar com o pedido de proteção judicial.

De acordo com o pedido, um “pequeno grupo de credores entendeu por bem interromper as negociações e conversas”.

O pedido foi apresentado nesta segunda-feira (11) à 1ª Vara de Falências de São Paulo. O juiz responsável pelo caso ainda não decidiu sobre o assunto.

Keneth Pope, dono do grupo a que pertence o Subway no Brasil, tem outras duas empresas em dificuldade

Problemas além do Subway

A marca é a terceira do grupo norte-americano SouthRock, do empresário Kenneth Pope, com problemas financeiros no país. Além do Subway, o grupo também controla o Eataly, a rede de cafeterias Starbucks, a lanchonete TGI Fridays e a Brazil Airports Restaurants. Destes, apenas a Eataly não está no pedido de recuperação.

Em nota, a SouthRock afirmou que deu início ao processo devido ao “cancelamento da sua licença de operação”. “A SouthRock esclarece que, nesta semana, deu início ao processo de Recuperação Judicial do grupo de CNPJs que até recentemente era responsável pela gestão das franquias Subway no Brasil, devido a, entre outras circunstâncias, o cancelamento da sua licença de operação”.

“Cabe esclarecer, ainda, que sua atividade enquanto gestora das franquias não se confunde com aquela exercida pelos franqueados da marca e operadores das lojas, não abrangidos pelo processo”, acrescentou.

Deixe um comentário

Mais Lidas

Assine nossa newsletter
Receba nossos informativos diretamente em seu e-mail