ICL Notícias

Xuxa Promoções é condenada a pagar cerca de R$ 43 milhões em caso de plágio

Ação movida Leonardo Soltz alega apropriação indevida dos personagens de A Turma do Cabralzinho
14 de dezembro de 2023

A Xuxa Promoções e Produções foi condenada ontem pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) a pagar cerca de R$ 43 milhões em um processo de plágio movido pelo publicitário Leonardo Soltz. Ainda cabe recurso da decisão.

A ação foi movida pelo publicitário mineiro Leonardo Soltz há mais de duas décadas, que alegava que houve apropriação indevida dos personagens de A Turma do Cabralzinho, criada, em 1997, para comemorar os 500 anos da chegada dos portugueses ao Brasil.

Segundo a ação, Leonardo Soltz informou que apresentou A Turma do Cabralzinho para a Xuxa Promoções e Produções, mas, na época, em 1998, não houve interesse. O publicitário, no entanto, alega que foi surpreendido quando, pouco tempo depois, a empresa anunciou o lançamento da Turma da Xuxinha nos 500 anos de Descoberta do Brasil.

INDENIZAÇÃO

O cálculo da indenização foi feito após perícia e levou em conta a tiragem da revista publicada, reprodução de imagens e outros ganhos com o uso dos personagens. Também foram levados em conta os mais de 20 anos de litígio, os juros e correções monetárias.

Deixe um comentário

Mais Lidas

Assine nossa newsletter
Receba nossos informativos diretamente em seu e-mail