ICL Notícias

Jovem Pan volta a ser monetizada por YouTube após aprovar reformulação

O canal voltará a ser monetizado no mês de março e os pagamentos devem reiniciar em abril
26 de fevereiro de 2024

O YouTube informou oficialmente na última sexta-feita que o canal de jornalismo da Jovem Pan, que tem 7,8 milhões de inscritos, voltará a ser monetizado pela plataforma de vídeos do Google. A informação é do site TV Pop.

O canal voltará a ser monetizado no mês de março e os pagamentos devem reiniciar em abril. O dinheiro estava bloqueado por parte do Google desde novembro de 2022.

Na época, o Google alegou que a Jovem Pan havia feito “desinformação eleitoral e violações de diretrizes de publicidade da plataforma”, além de ter recebido denúncias de espectadores por exageros.

Desde abril do ano passado, a Jovem Pan tenta se adaptar aos pedidos do Google para reaver o dinheiro que conseguia, desde a legenda de vídeos, até a linha editorial, que virou sua principal preocupação.

Cassação da concessão da Jovem Pan

Como o ICL Notícias informou, o Ministério Público Federal em São Paulo comunicou a juíza Denise Avelar, da 6ª Vara Cível Federal, que encerrou as tratativas para acordo com a emissora Jovem Pan, nesta semana. Desse modo, a magistrada determinou que o processo seja retomado para conclusão e julgamento.

Em junho do ano passado, o MPF ajuizou uma ação civil pública pedindo o cancelamento das três outorgas de frequências de radiodifusão concedidas pela União ao grupo Jovem Pan. Em agosto de 2023, iniciaram as tratativas para acordo, que não tiveram sucesso.

O MPF justificou a ação avaliando que a emissora esteve aliada à campanha de desinformação, com veiculação sistemática de conteúdos que atentaram contra o regime democrático. Na ação, que possui 214 páginas, o MPF pediu ainda que o grupo seja condenado ao pagamento de R$ 13,4 milhões como indenização por danos morais coletivos.

Deixe um comentário

Mais Lidas

Assine nossa newsletter
Receba nossos informativos diretamente em seu e-mail