ICL Notícias

Fux abre inquérito no STF para investigar suposta rachadinha de André Janones

Deputado é suspeito de ter cobrado parte dos salários de assessores do gabinete na Câmara. Pedido de investigação foi feito pela Procuradoria-Geral da República
5 de dezembro de 2023

O ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu ontem abrir inquérito para investigar suposta prática de ‘rachadinha’ pelo deputado federal André Janones (Avante-MG). O pedido de investigação foi feito na última sexta-feira (1) pela Procuradoria-Geral da República (PGR).

Fux também autorizou que os investigadores tomem os depoimentos do próprio Janones e de assessores e ex-assessores do gabinete do parlamentar na Câmara dos Deputados. Na decisão, a Polícia Federal tem prazo inicial de 60 dias para realizar as diligências

No entendimento do ministro, “verifica-se que os pedidos de diligências formulados pelo Ministério Público Federal se encontram fundamentados nos indícios de suposta prática criminosa revelados até o momento”.

O ministro informou ainda que “nesse contexto, a suspeita de prática criminosa envolvendo detentor de prerrogativa de foro perante o Supremo Tribunal Federal demanda esclarecimentos quanto à eventual tipicidade, materialidade e autoria dos fatos imputados”.

PGR

No pedido de investigação feito ao STF, a PGR cita possíveis crimes de associação criminosa, peculato (desvio de recursos públicos) e concussão (exigir vantagens em função do cargo que ocupa).

A acusação contra André Janones pela PGR ocorreu após a divulgação de um áudio no qual ele diz que usaria o dinheiro para pagar prejuízos da campanha eleitoral de 2016, quando disputou o cargo de prefeito de Ituiutaba (MG).

Na semana passada, André Janones participou do ICL Notícias 2ª Edição. No programa, o deputado respondeu sobre a acusação de que teria cobrado parte do salário de assessores para pagamento de despesas de campanha.

Deixe um comentário

Mais Lidas

Assine nossa newsletter
Receba nossos informativos diretamente em seu e-mail